Carnaval de Salvador tem patrocínio recorde de R$ 45 milhões

12 02 2014

O Carnaval de Salvador este ano apresenta uma série de novidades. A começar do patrocínio. A prefeitura da capital baiana conseguiu arrecadar para os festejos de Momo R$ 45 milhões com os patrocinadores Itaipava, Schin, Net, Itaú e Governo do Estado de Bahia. Com esses recursos, a prefeitura vai cobrir os custos da festa e ainda obter um lucro de R$ 10 milhões.

Um dos motivos que atraiu as duas cervejarias Schin e Itaipava para patrocinar a festa foi a exclusividade na venda de cervejas no Carnaval. A Itaipava entra com R$ 10 milhões e ficará com o monopólio do circuito Dodô (Barra-Ondina). Já a Schin – que também entra com R$ 10 milhões – estará no circuito Osmar (Campo Grande-Praça Castro Alves) e nos bairros. Ambulantes cadastrados vão receber gratuitamente uniformes e equipamentos para a venda de bebidas.

Para garantir a zona de exclusividade, a prefeitura vai montar 65 pórticos de acesso ao longo dos arredores dos circuitos. As entradas serão controladas em parceria com a Polícia Militar, que vai impedir a entrada de ambulantes de outras marcas de cerveja além de fazer a segurança preventiva.

Apesar da exclusividade, a prefeitura está preocupada com o valor da bebida a ser vendida nos circuitos. “Esse monopólio não pode repercutir nos preços, que não sejam compatíveis com o folião”, afirmou o prefeito ACM Neto.

As cervejarias ainda estão estudando qual será esse valor. Douglas Costa, diretor de Mercado do Grupo Petrópolis que fabrica a Itaipava, afirmou que O preço será acessível e acrescentou que essa forma de patrocínio atende as necessidades da empresa que está há um ano no mercado baiano. “Nossa principal estratégia é estar no chão da rua junto com os foliões, mais do que patrocinar camarotes. Nosso foco é a venda e distribuição, queremos que todos provem a cerveja e conheçam a marca”, justificou.

O Carnaval de rua da Bahia também traz novidades no circuito Osmar. Os blocos afros (representações culturais de matriz africana como o afoxé Filhos de Gandhy e o bloco Ilê Ayê) serão tema deste ano da folia baiana e vão desfilar a partir das 18h30 no domingo, segunda e terça-feira, num desfile que leva o nome de Afródromo. Essa é uma antiga reivindicação dos blocos que iam para a avenida de madrugada e se ressentiam da pouca participação do público e menor visibilidade na mídia. A medida foi elogiada pelo vice-presidente do bloco Malê DeBalê Miguel Arcanjo. “Agora só esperamos que a imprensa também registre o nosso desfile e não apenas os trios do circuito Barra-Ondina”, alerta.

Criticada por não favorecer o folião pipoca (aquele que não compra os caros abadás para sair nos trios elétricos), a folia baiana começa a sofrer algumas modificações nesse sentido. Projetos especiais com apresentações de trios sem corda iniciados no ano passado e forma reforçados em 2014. Já estão garantidas as participações de Saulo, Chiclete com Banana e Daniela Mercury, no Circuito Osmar.

Fonte: Ne10





Estratégia de Patrocínio com Foco em Turismo

7 05 2012

É isso mesmo!

Não existem fronteiras para a utilização de patrocínio para alcançar seus objetivos de divulgação e de geração de experiência.

O Brasil é a bola da vez nos próximos anos, com a conquista de sediar a Copa do Mundo e as Olimpíadas, todos querem aproveitar essa grande oportunidade e gerar receita em suas empresas, no desenvolvimento de novos negócios. Um dos principais atributos será o turismo, que movimentará US$ milhões e todos os estados querem garantir participação na divisão dos lucros.

O Governo de Cuiabá já pensando em ampliar a divulgação de seu turismo, conseguiu garantir a melhor forma de divulgação nacional e internacional, pois será tema de uma das mais tradicionais escolas de samba do Rio de Janeiro, Mangueira.

O carnaval brasileiro é conhecido e visto no mundo inteiro e no RJ gera uma média de 1,1 milhão de turistas e atrai mais de 5 milhões de foliões. Por ser a maior vitrine comercial do país essa é uma estratégia que está cada dia mais próxima à realidade do mundo corporativo.

Em 2011 a Bombril foi uma das principais patrocinadoras da escola de samba Vai-Vai e conseguiu um tema bem interessante para sua marca: Mulheres que Brilham, também a Vila Isabel falou sobre cabelos e foi patrocinada pela Pantene e Porto da Pedra teve em seu samba enredo Iogurte e foi patrocinada pela Danone. Essa estratégia corporativa pode causar estranheza, principalmente às comunidades, pois certamente estão vendendo sua “liberdade” para falar de temas “comprados”. Isso pode gerar muita polêmica. Será que estamos sambando uma farsa !??? O Desfile das Marcas !

Achei muito interessante ver que o poder público também está de olho nesse grande propulsor que é o patrocínio do carnaval, com foco em atrair mais turismo para sua cidade. É o mundo corporativo cada vez mais alinhado com as estratégias públicas. Agora basta o governo também seguir as leis de governança corporativa e termos mais claro onde nosso dinheiro está sendo aplicado.

 

 

 

Com patrocínio de R$ 7 milhões, Mangueira terá Cuiabá como tema de Carnaval em 2013

Veja matéria na integra. 





Desfile de patrocinadores no carnaval 2012

10 01 2012

O carnaval é a maior festa popular no Brasil e atrai turistas do mundo inteiro, isso faz com que o mercado corporativo, principalmente as empresas que buscam relacionamento B2C (Business to Consumer) façam grandes investimentos financeiros em patrocínio.

O principal atrativo são as ações relacionadas ao Markting Institucional e principalmente o Marketing de Relacionamento, pois a marca presente nesse tipo de evento cultural, faz com que toda a experiência vivida, seja relacionada com a empresa patrocinadora. A ativação de experimentação de produtos e também de serviços e principalmente os camarotes para clientes VIPS, são outros meios de aumentar o ROO (Return On Objectives).

A disputa entre as marcas é grande, para garantir melhor atuação na grande festa. Selecionei uma das principais notícias desse desfile de marcas pelo carnaval:

Casas Bahia patrocina Carnaval na Bahia!

A Casas Bahia renovou o patrocínio do projeto Bahia Folia, da Rede Bahia de Televisão, afiliada da Rede Globo no estado. É o segundo ano consecutivo que o grupo patrocina o projeto de transmissão do Carnaval de Salvador.

A parceria permitirá a exposição da marca Casas Bahia a partir do dia 25 de janeiro, segundo a empresa, com a veiculação de clips e chamadas de transmissão. A Casas Bahia comemora, em 2012, três anos de instalação na Bahia.

O projeto de patrocínio inclui também ações de cross mídia nas emissoras de rádio, jornal impresso e portais de internet da Rede Bahia, além da transmissão para mais de mais de 100 países através da Globo Internacional.

(Via: Exame)

Guerra entre Ambev e Schin

Companhias que mais investem em iniciativas no período começam a divulgar suas ações para aproveitar as vendas de maior alta no consumo de cerveja no país.

As já tradicionais ações das cervejarias Ambev e Schincariol para o Carnaval começam a chegar à mídia e esquenta a concorrência entre as companhias em um dos períodos de maior venda de cerveja no país.

Este ano, a disputa entre as empresas que mais investem em iniciativas de marketing para o período terá um importante diferencial em relação aos anos anteriores com a chegada da multinacional japonesa Kirin, que entrou no segmento brasileiro no ano passado ao adquirir a detentora das marcas Nova Schin e Devassa, carros-chefes nas ações da empresa para o Carnaval.

A grande concorrente será a Skol, da Ambev, que terá uma promoção nacional realizada pela internet que levará um grupo de consumidores para aproveitar as quatro principais folias do país em apenas cinco dias: Rio de Janeiro, Ouro Preto, Salvador e Recife/Olinda.

A Skol terá também um comercial criado agência F/Nazca especificamente para a data em uma ação que abrangerá também peças de mídia exterior, internet, mídia impressa e spot de rádio.

Já durante os dias de folia, as iniciativas para a marca serão através de patrocínios a blocos e trios elétricos de diversas cidades pelo país, além de se associar á escola de samba carioca São Clemente.

Já as iniciativas da Schincariol estarão centradas este ano no eixo Rio-São Paulo tendo como principal diferencial em relação à concorrente a exclusividade na venda de cervejas nos sambódromos carioca e paulista.

Além disso, a empresa contará pelo terceiro ano consecutivo como o Espaço Devassa em plena Marquês de Sapucaí, que após o fim do Camarote Brahma no ano passado passou a ser o local mais disputado por famosos e de maior mídia espontânea durante os dias de festa.

Nova Devassa

Por sua vez, a Ambev “roubou” da concorrente o patrocínio do Carnaval de Salvador ao ganhar a concorrência promovida pela organização do evento com a marca Brahma. Com investimento de R$ 4,9 milhões, a empresa tira da Schincariol uma ação estratégia que era mantida há onze anos.

Após dois anos de muita repercussão ao escolher como garotas-propaganda a socialite americana Paris Hilton, em 2010, e a cantora Sandy, no ano passado, a marca Devassa ainda faz mistérios para divulgar a nova celebridade que estará em sua campanha no período.

A polêmica seria mantida caso o apresentador e empresário Sílvio Santos seja confirmado para o posto conforme se especulou na mídia dias atrás.

De acordo com a Schincariol, a empresa “possui um planejamento específico para a data” com campanhas publicitárias, patrocínios aos blocos de rua e ações focadas nos consumidores através dos pontos de venda do país.

Por sua vez, a Heineken deixará de investir em ações específicas para o Carnaval para investir nas mudanças operacionais que foram realizadas recentemente pela empresa.

“Estamos nos concentrando em investimentos na produção e logística de nossas marcas nas oito cervejarias no Brasil para atender a alta demanda do verão”, diz Paulo Macedo, vice-presidente de relações corporativas da Heineken Brasil.

(Via: Brasil Economico)








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 419 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: